Utilizar um gateway de pagamentos ou um intermediário de pagamento ?

Gateway de pagamentos para que te quero
Flávio Rodrigues – sexta-feira, 18/02/2011 – 14:32

O mercado de sistemas de pagamento no Brasil está agitado e crescendo vigorosamente, sustentando assim o crescimento do e-commerce nacional.

Hoje, já são várias as empresas de pagamentos online atuando no Brasil, cada vez mais populares entre os profissionais do meio.

Com tanta diversidade, tornou-se maior a dificuldade em compreender qual solução é a mais adequada ao seu negócio. Resultado: empresários insatisfeitos, que não conseguem tirar proveito do e-commerce, pois não contrataram um sistema de pagamentos adequado ao seu negócio.


O sistema de pagamentos que deveria ser invisível para o empresário vira então a principal causa das suas dores de cabeça: “Por que meus clientes desistem da compra? Por que tantas vendas negadas? Estas comissões por venda estão muito altas! Este pedido está pago? O valor já entrou na nossa conta?…”. E assim vai.

Gateways e Intermediários
Para começar, é vital esclarecer esta confusão comum: existem Gateways de Pagamentos e Intermediários de Pagamentos, e as diferenças entre os mesmos são enormes.
Tecnicamente, a explicação é simples:

  • Com intermediário, quem recebe o pagamento é o intermediário. Seu serviço é financeiro, assim como um banco. Sua remuneração considera o valor transacionado e os riscos financeiros envolvidos.
  • Com gateway, quem recebe o pagamento é a loja virtual (assim como no mundo offline!) Seu serviço é tecnológico e geralmente remunerado em função do número de operações realizadas.

Então para que um gateway de pagamentos?

Leia o caso abaixo:

“Meu nome é Pedro, dono da loja virtual Pedrinho Informática, ainda iniciante no e-commerce. Estou satisfeito com minha loja virtual que não é minha atividade principal, mas me fornece uma renda extra. 


Utilizo um intermediário de pagamentos e para mim não é problema:

  • que os pagamentos da minha loja não sejam confirmados na hora
  • que o meu cliente precise realizar um cadastro no site do intermediário
  • que o nome do intermediário apareça na fatura do cliente ao invés do meu
  • que vendas sejam negadas e perdidas sem que eu tenha controle
  • que minhas margens sejam divididas com o intermediário
  • em não obter atendimento rápido quando eu preciso”

Este é um personagem fictício, mas poderia ser real. Você se identifica com ele? Se positivo, o intermediário de pagamentos é o mais adequado para você. Caso contrário, é recomendável você optar entre contratar um gateway de pagamentos ou realizar integração direta com cada operadora e banco.

Vantagens de um gateway de pagamentos


O gateway é a alternativa que liberta a loja virtual dos prazos e custos para desenvolver e manter um sistema de pagamentos próprio, e que fornece serviços e recursos que ajudam a loja a efetivamente vender mais.

Entenda melhor como o gateway de pagamentos pode ajudar estabelecimentos a lucrarem mais:


Mais conversões e fidelidade: Maximizar a conversão de vendas passa por um processo de pagamento simples e eficiente, com o menor número de cliques e, quando possível, com recursos como Compra com 1 Clique, que gateways de ponta oferecem.


Meios de pagamento: As bandeiras, as operadoras e as modalidades de pagamento hoje são cada vez mais diversas, e todo empresário sabe que maximizar as vendas passa por fornecer o máximo de opções de pagamento possível.


Custo: Economia de escala e preço baixo são palavras de ordem no e-commerce. Como o custo da venda é decisivo na composição do preço final, os custos por transação devem permanecer marginais, característica de um gateway.


Fraudes: Controle das fraudes é um tema que apavora os empresários, mas o seu controle não pode ocorrer ao custo de vendas e satisfação do cliente. Um gateway lhe ajuda a encontrar o equilíbrio ideal.


Novas tendências: Manter o seu negócio antenado com as últimas tendências do e-commerce, como Mobile Commerce e Social Commerce, e novos modelos de negócio como as Compras Coletivas, também são aspectos vitais com os quais gateways costumam ajudar o empresário.


Tipos de gateways

Há de se considerar também que, mesmo entre os gateways de pagamento do mercado, as diferenças são muito grandes.


Existem gateways voltados para grandes operações de e-commerce, com produtos desenhados para grandes empresas e extremamente complicados para as necessidades do empresário médio, que naturalmente recebe um atendimento de menor qualidade por não se encaixar no perfil de cliente.


Há também gateways muito pobres em recursos e em atendimento, quando oferecem atendimento. Em geral são os de menor custo, que terminam por oferecer um serviço de baixa qualidade e que pouco ajudam o empresário com o seu negócio. Neste caso, normalmente ele gastará mais tempo e dinheiro para desenvolver um sistema adequado e terá mais dificuldades para crescer.

Nós, do iPagare, oferecemos um serviço de gateway de pagamentos especialmente desenhado para as necessidades do pequeno e médio empresário de e-commerce. Sabemos que estes empresários não têm tempo a perder e precisam de parceiros que os ajudem a crescer no ritmo já acelerado do e-commerce nacional.


Conselho
Antes de contratar um sistema de pagamentos, informe-se através de sites e blogs especializados e, principalmente, busque referências de quem já utiliza os serviços da empresa que você pretende contratar, o que costuma ser bastante revelador. O seu sistema de pagamentos deve ajudá-lo. Mas, antes de tudo, não pode atrapalhá-lo.

Fonte: Baguete

Felipe Rodrigues da Silva

Consultor em E-commerce, sócio fundador da ZIO Soluções em Internet, com mais de 15 anos de experiência nas áreas de Internet, TI e Desenvolvimento de Software. E atuou na área de TI, em grandes empresas como Terra Networks, Grupo RBS, Unisinos e outras, hoje atuando como Consultor de E-commerce nos mais diversos segmentos.

Search