Tablets, e-books e TV 3D dominam Feira de Las Vegas

Empresas vão lançar 20 mil produtos na CES, que começa hoje e vai até domingo; para consumidor, novidade é queda nos preços

Getty Images
Tablets e 3D serão destaque na CES 2011
CES 2011 terá tablets e tecnologia 3D como destaque

Tablets, livros eletrônicos (e-books) e televisores com imagens tridimensionais (TV 3D) são os produtos de maior presença e maior número de lançamentos na edição 2011 do Consumer Electronics Show (CES), que começa hoje em Las Vegas e vai até domingo.

Com quase 2,7 mil expositores e a expectativa de visita de mais de 120 mil profissionais e especialistas, é bem provável que o CES reconquiste a posição de maior evento de eletrônica de entretenimento do mundo, superando em área de exposição e em número de visitantes seu grande concorrente europeu, a Exposição Internacional de Radiodifusão de Berlim (IFA, na sigla em alemão).

O poder de inovação da indústria eletrônica mundial está aqui representado pelo lançamento de quase 20 mil novos produtos. A mídia mundial está presente com o recorde de 4,5 mil jornalistas e blogueiros, sendo pelo menos 500 chineses.

Queda nos preços. Para o consumidor, o fato mais significativo do CES 2011 é, sem dúvida, a queda dos preços da maioria dos produtos avançados – como tablets, e-books e televisores com tecnologia LED e imagens 3D, além de netbooks, os computadores pessoais de pequeno porte. Essa queda de preços se associa ao melhor desempenho dos computadores, em especial dos netbooks, graças ao poder de processamento dos chips de última geração da Intel e da AMD.

Outra boa surpresa é a queda de preços dos aparelhos Blu-Ray, graças à economia de escala e à oferta de um número cada dia maior de títulos, em especial de filmes de Hollywood, shows e concertos no formato. As vendas de Blu-Ray praticamente dobraram nos últimos 12 meses, mesmo estando a economia americana em crise.

O tema geral do CES 2011 será a Casa Conectada. A ideia é que tudo hoje pode se conectar: televisão, computador, internet, celular, câmeras de vídeo, redes sem fio, videogames, sistemas de segurança e sistemas de comunicações.

Nesse aspecto, uma das tendências que já se delineiam no evento é a da TV conectada, que pode ser definida com o casamento cada dia mais completo entre a televisão e a internet. Televisor e computador já vinham ensaiando essa união há pelo menos cinco anos, mas só agora existe abundância de conteúdo, em especial das formas de TV mais populares na internet, como Apple TV, YouTube, Netflix e, talvez, a Google TV – que ainda não decolou. TV e computador se fundem cada dia mais, na linha da convergência, com a mediação da internet e a abundância de novos conteúdos e novas funções. Esse é o campo da convergência total, de perspectivas ilimitadas, com exemplos tão ricos como os dos celulares que concentram dezenas de funções e aplicações.

A casa digital tem também, agora, seu maior foco na cozinha, com os eletrodomésticos inteligentes, uma nova categoria de produtos que o CES apresenta pela primeira vez na edição deste ano. São produtos como, por exemplo, os refrigeradores inteligentes, que encomendam alimentos antes que se esgote o estoque, ou ainda as máquinas de lavar roupa com os mais avançados recursos de automatização.

Invasão de tablets. Mas nunca um produto despertou tanto interesse e tanta disputa no mercado de eletrônica como os tablets estão despertando neste CES 2011. Mesmo sem a presença da Apple neste evento, o iPad demonstra sua força como líder de mercado. Mas tem agora mais de uma dúzia de concorrentes. Empresas como HP, Samsung, LG, Sony, Lenovo, Amazon, Asus, HTC, RIM, Google, Acer, Dell e MSI estarão mostrando suas opções para disputar o mercado.

Os rumores são de que a Apple poderá surpreender ainda este mês com nova versão do tablet mais famoso do mercado: um iPad um pouco menor do que o atual, com câmera e chip para telefone 3G. A previsão dos especialistas é de que as vendas de tablets em 2011 superarão a marca de 20 milhões. É possível que muitos fabricantes venham a aderir ao sistema operacional Android, do Google, em vista do sucesso crescente desse software aberto e gratuito. Nascido apenas para celulares, o Android está sendo adaptado para tablets, com excelente desempenho.  

Fonte: Estadão          

Felipe Rodrigues da Silva

Consultor em E-commerce, sócio fundador da ZIO Soluções em Internet, com mais de 15 anos de experiência nas áreas de Internet, TI e Desenvolvimento de Software. E atuou na área de TI, em grandes empresas como Terra Networks, Grupo RBS, Unisinos e outras, hoje atuando como Consultor de E-commerce nos mais diversos segmentos.

Search