Ter um Marketplace é melhor que uma Loja Virtual ?

Marktplace X Loja Virtual

Quando decidimos vender pela internet a primeira ideia é de abrirmos uma loja virtual. Mas existem outras opções como os os marketplaces, por exemplo, que funcionam como shoppings virtuais. Abaixo vamos listas alguns pontos importantes que mostram as características de cada sistema e ajudar você a decidir o que melhor se aplica a sua necessidade atual.

Sua loja virtual é o seu território onde quem manda é você

A verdade é que a loja virtual surgir sempre como a primeira opção dos empreendedores não é à toa. Afinal, ela é a representação do esforço do comerciante, tem a sua cara, é totalmente gerida por ele e ninguém mais se põe no caminho. Ter uma loja virtual permite a construção da marca ao longo do tempo, atraindo e convertendo clientes que ficarão na sua base de contatos e não na dos outros. E essa liberdade para interagir, criar relacionamentos e vender como bem entender se torna ainda mais interessante quando a margem de lucro pode ser maior — afinal, não há comissões nem taxas administrativas a serem pagas. A gestão financeira é toda do empresário, que pode mostrar aos clientes que seus produtos têm valor agregado sem se preocupar com o concorrente bem ali, logo ao lado.

Entretanto, existem algumas barreiras a serem superadas para se ter uma loja virtual de sucesso. É o caso do investimento inicial. Se toda a operação fica por conta do comerciante, o investimento (financeiro e de tempo) é maior, tanto na plataforma quanto no marketing. Os esforços para se tornar conhecido também demoram mais a serem recompensados, já que é preciso criar uma presença on-line antes de se ver fazendo o mesmo sucesso que os grandes lojistas. Por isso, a paciência é condição primordial para persistir no propósito.

Marketplace é uma grande vitrine para seus produtos

Praticamente todo lojista gostaria de ter um comércio em um shopping, não é mesmo? Ainda mais quando esse shopping é virtual, sendo possível entrar em contato com milhões de potenciais clientes em um curto período de tempo. É por isso que muitos empreendedores escolhem os marketplaces como ponto de partida para vender on-line, uma vez que tais espaços já criaram sua reputação, concentram uma variedade enorme de produtos e têm capacidade para investir em marketing como nenhum outro empreendedor.

A ajuda para alavancar as vendas de marcas menores e empreendedores autônomos é promissora. Isso porque o investimento em publicidade on-line e em SEO faz com que os marketplaces sejam os primeiros sites encontrados pelos internautas, ligando lojista a cliente de forma extremamente eficaz. A variedade de formas de pagamento, bem como de preços também é um dos grandes atrativos dos marketplaces para os consumidores, o que também atrai lojistas para esse formato de venda on-line.

Porém, como tudo na vida, vender em marketplaces também apresenta algumas desvantagens. Nesse sentido, a concorrência pula para o topo da lista. Afinal, você não será o único fornecedor ali. Terá, portanto, que trabalhar seus preços e diferenciais para se tornar mais competitivo e atrair clientes. Além do mais, no marketplace, sua marca não tem tanta visibilidade quanto na loja virtual, pois o marketing massivo é feito sobre a marca do marketplace e não sobre seus lojistas. Fora isso, também pagará comissões por vendas, o que reduz um pouco sua margem de lucro. E quando qualquer problema surgir, a responsabilidade será sua, pois o marketplace é apenas o intermediador das negociações.

Dúvida: uma opção para cada caso

Conhecer as vantagens e desvantagens de cada modalidade de vendas on-line é fundamental para que você invista com a devida segurança sobre o que quer para si. Mas a verdade é que não existe opção melhor ou pior. Existem sim possibilidades que devem ser consideradas e usadas a seu favor.

Se você não tem condições de criar uma loja virtual agora, comece suas vendas em um marketplace. Quando o dinheiro começar a entrar, você poderá se planejar para desenvolver seu próprio e-commerce. Além disso, aprenderá muito com essa experiência, desde a formação de preços, passando por benchmarking e estratégias de marketing para aplicar na sua própria loja virtual até a compreensão do comportamento dos consumidores.

Caso o cenário seja favorável e você tenha uma certa quantia guardada, que pode ser investida em uma loja virtual, não hesite em começar por aí. Crie seu próprio e-commerce, dê identidade à marca, selecione as melhores estratégias de marketing e coloque seu negócio para funcionar. Só não se esqueça que toda a gestão estará por sua conta. Portanto, organize-se financeiramente para não ficar sem estoque e perder oportunidades de vendas.

Loja + marketplace: uma dupla de sucesso

Na prática, nem tudo na vida precisa ser uma escolha entre esse ou aquele. Que tal aliar o melhor de dois mundos e potencializar suas vendas? Assim, mesmo que você tenha uma loja virtual, por que não participar de alguns marketplaces para melhorar seus resultados? Enquanto as vendas acontecem no marketplace, você pode estruturar seu e-commerce, trabalhar o marketing digital e construir sua própria base de clientes, garantindo sucesso total. Quando um cliente seu visitar o marketplace e vir que você está por lá, certamente se sentirá motivado a comprar de você mais uma vez. Da mesma forma, se um cliente do marketplace compra de você pela plataforma e depois descobre que você tem um e-commerce próprio, ficará mais inclinado a se tornar um cliente fiel.

De fato, o que vale a pena é vender, independentemente por qual canal. Quanto mais vendas concluir, maior será seu faturamento e o poder de investimento para fazer o negócio crescer por conta própria. Depois de ter uma presença bem estabelecida nos melhores marketplaces da internet e também no seu e-commerce, você pode partir para novos desafios, como vender por meio de aplicativos e redes sociais!

Ficou motivado para ampliar seus horizontes e vender em marketplaces e lojas virtuais, mas ainda tem dúvidas ou gostaria de mais dicas sobre como começar seu negócio on-line? Comente aqui e divida seus questionamentos conosco!

Fonte: Blog da Tray

Felipe Rodrigues da Silva

Consultor em E-commerce, sócio fundador da ZIO Soluções em Internet, com mais de 15 anos de experiência nas áreas de Internet, TI e Desenvolvimento de Software. E atuou na área de TI, em grandes empresas como Terra Networks, Grupo RBS, Unisinos e outras, hoje atuando como Consultor de E-commerce nos mais diversos segmentos.

Deixe uma resposta

Search